quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Resenha: Bilionários Por Acaso

Já tem um tempo que eu li este livro, na verdade foi bem antes do Facebook se "popularizar" no Brasil, na época, lembro-me que poucos amigos conheciam ou sabiam da existência do FB.


AVISO: Essa resenha pode conter spoiler.

O livro que é uma biografia não autorizada, conta sobre a fundação do Facebook (e possível roubo de ideia). Seu lançamento foi em 2009, mas eu o li em 2010, mesmo ano em que o filme com nome de A Rede Social passou no Brasil e após o filme, essa rede começou a se popularizar por aqui também dando "fim" ao Orkut.

A história que começa a ser narrada a partir de 2003, é bastante interessante, pois conta vários fatos que fizeram com que o FB se tornasse o que é hoje, mas tudo sob o ponto de vista de Eduardo Saverin (brasileiro que ajudou Mark Zuckerberg a criar esta rede social) e seus outros conhecidos envolvidos nessa história. Ambos estudaram em Harvard, uma das mais conceituadas Universidades dos Estados Unidos. Contudo, Zuck tinha condições financeiras inferiores a de Saverin que já trabalhava com investimentos e vinha de uma família de classe média alta.

Tudo começa no alojamento dessa Universidade quando esses dois jovens (Zuck e Saverin), decidem criar um site de relacionamento fechado apenas para os estudantes de Harvard, porém o site começa a fazer muito sucesso e eles começam a abrir para outras universidades, até atingirem o mundo, sendo que o Brasil, foi um dos últimos na adesão.

Quando eu assisti ao filme, o vi com olhar extremamente crítico, pois o livro foi lido antes. Faltou eles citarem muitas coisas e eles colocaram Zuck bem mais sarcástico do que ele é. Soube depois que existe uma biografia autorizada com o nome de O efeito facebook e embora eu já tenha o livro, ainda não o li. A ideia do filme e do livro, não autorizados, é de que não se consegue fazer 1 milhão de amigos sem antes fazer alguns inimigos, mas só lendo o livro ou vendo o filme para entender.

Comentários a parte (aqui é a parte do "spoiler"):

Zuck era (ou ainda é) sagaz, rebelde e despojado. Desaprova o uso de terno e gravata e em sua empresa, os funcionários podem se vestir de maneira mais informal e "brincar" durante o expediente. Certa vez, numa reunião com investidores, ele apareceu de pijama.

A rede social, começou a fazer sucesso no Vale do Silício (região situada na Califórnia que tem objetivo de gerar inovações científicas e tecnológicas). E antes de ser criada, Zuck era blogueiro e fez algo similar ao app Lulu com o nome de FaceMash, na época, o site teve tantos acessos que derrubou toda a rede de computadores da universidade e lhe redeu alguns meses de suspensão.

Opinião "fora do contexto" (desabafo): 

Eu curtia mais o FB antes dele se popularizar no Brasil, atualmente, ele está muito "poluído" e por mais que eu tente "arrumá-lo", tanto o do blog quanto o meu pessoal, nunca ficam "limpinhos".

Uma das "poluições" é devido ao botão compartilhar, não vejo necessidade compartilhar algo de uma fanpage quem dirá de um amigo. Tem fanpages que tem tantos compartilhamentos e usuários que eu prefiro nem curti pra não ficar vendo informação em excesso, acho que um post é o suficiente. De repente, seja até esse o motivo da gente não ver mais atualizações de tudo.

Não tenho saudades do Orkut e deixei de gostar, pois não oferecia "privacidade e segurança", no começo, tudo era aberto, comunidades, álbuns e etc. Tive problemas nessa outra rede social em relação a segurança, por isso o desgosto.

Enfim, é legal usar essas redes sociais, por uma infinidade de motivos, só que de um outro lado há desvantagens e a culpa da baixa qualidade nem sempre é do criador, mas das criaturas que as usam.

25 comentários:

  1. Super interessante, gostei da dica apesar de ler pouco #vergonha...kkk
    Obrigada pela visita
    Ótima 4ª feira para vc!
    Beijos Coloridos!♥♥♥

    ResponderExcluir
  2. Também curtia o Facebook antes, mas para divulgar o blog é a melhor opção. Adorei a resenha.
    Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Legal sua resenha. Parece ser bom.
    bjos.

    http://as-coisas-mais-doces.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Também curtia o FB muito antes dele ficar pop aqui no Brasil. Era legal, mas quase ninguém tinha. Então, acho que apesar de tanta "poluição" nele, eu prefiro do jeito de agora.

    http://www.juliechagas.com/

    ResponderExcluir
  5. Adorei <3
    Beijos
    http://blogdabellas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Gostei bastante da sua resenha.Já tinha ouvido falar sobre esse livro e agora fiquei interessada em ler.

    Páginas em Preto

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Gostei da resenha, já li o livro e gosto bastante.
    Infelizmente, tudo o que se torna popular, por fim torna-se também saturante, o facebook já foi uma ótima rede social, no entanto hoje é só mais um veículo entupido de informações desnecessárias e lixos eletrônicos!

    Abraços,
    http://www.revolucaonerd.com

    ResponderExcluir
  8. uma vez eu fui ver o filme mas acabei não vendo até o fim >_< sou bem curiosa quanto a isso tudo... Mas confesso que sempre que começo a ler sobre ou até assistir não conseguir me concentrar e acabo não entendendo nada...
    Concordo com você o facebook está bem poluído e ultimamente está cheio de anúncios que só poluem ainda mais -.-

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse livro.
    Eu até gostava do Orkut, acho que o problema não era a rede social, mas sim a forma como o povo usava.
    infinitafeminice.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Com certeza a culpa da baixa qualidade eh das criaturas que usam!
    Eu vou desseguindo as pessoas pra não ver o que elas tantos postam porque não me interessa. Até páginas que eu curto eu desativo as atualizações pra não ficar enchendo o saco. Só ainda não descobri como fugir das atualizações dos grupos na minha pág inicial.
    Beijos
    http://www.biancagsnunes.com/

    ResponderExcluir
  11. Olá Barbie
    Não li o livro e ainda não vi o filme.
    Hoje o Face é um fenômeno não é.
    eu até tenho o filme aqui, mas aos poucos fui perdendo a curiosidade para vê-lo.
    Vou separar um tempo para curtir mais essa incrível história, pelo menos assistindo ao filme.
    bjs
    Blog Fernu Fala II

    ResponderExcluir
  12. Oi linda!
    Não li esse livro, só vi o filme.
    Concordo com você com relação à poluição do facebook, mas acho que porque as pessoas postam coisas pessoais sem necessidade, é muita exposição.

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  13. Ainda não conhecia , mas gostei =)

    Beijos flor :)

    claudiniz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. O livro eu não li, mas o filme eu assisti e achei ótimo!
    Realmente o facebook está um saco, virou orkut!
    Beijo no bolso!
    Tô Barata, mas tô na moda! | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  15. Eu não li esse livro, mas assisti o filme rede social. Eu estou no facebook desde quando ele foi liberado aqui no Brasil. Ninguém tinha face e todo mundo estava no orkut. Quando fiz minha conta era tudo em inglês e bem diferente do que é hoje. Quando eu falava de facebook, ninguém sabia o que era. Depois que todo mundo foi pra lá, ficou chato demais. As pessoas acabam estragando as coisas que foram feitas pra ser boa. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou lá a um bom tempo, flor. Ainda existem pessoas criativas e legais por lá, inclusive elas até repelem minha vontade de encerrar a conta, mas os que "brigam" por indiretas, se acham inteligentes, enchem a timiline de posts repetidos, etc estragam a motivação de usar algo tão bom. Outro dia desses eu postei um alerta sobre vírus e além de dizer que era alerta, eu passei a dica para se livrar do vírus, contudo, quem estava acostumado a postar indireta, achou que era indireta. :"( Detalhe, não iria prejudicar a mim, mas sim a quem estava com aquele vírus e eu só queria ajudar várias pessoas com o mesmo problema de uma só vez, mas o chilique que deram foi tão forte que resolvi parar de ajudar qualquer criatura que pudesse estar em perigo por algo similar no futuro.

      Excluir
  16. nao li o livro nem vi o filme mas a historia dele eh fascinante
    bjs

    Sachê e Bombom

    ResponderExcluir
  17. Adorei a sua resenha, o livro e o filme parecem serem bons ♥
    Beijinhos
    Instagram
    Facebook do blog
    conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. admiro muito as pessoas que criam esse tipo de coisa e da noite pro dia se tornam bem sucedidos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade, a história dele é pra admirar, inspirar...

      Excluir
  19. Hoje em dia as pessoas não sabem usar as redes sociais. Vejo cada absurdo por ai.
    Big Beijos
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
  20. Nunca tive interesse em ler um livro assim, tipo que contasse a história de algo que fzaz muito sucesso, HAUHAHAAHA n sei explicar, mas n é o meu tipo de literatura.
    A resenha está perfeita, criticou o que deveria ser criticado e positviou o que deveria ser positivado (oi?)
    AMEI.

    XOXO :D | Joven Clube}

    ResponderExcluir
  21. Eu até hoje não li esse livro nem assisti o filme mas agora fiquei bastante interessada.
    Emily Jacky

    ResponderExcluir
  22. Concordo com sua opinião a respeito do FB. Está muito poluído!
    Sou louquinha pra ler este livro.
    Beijos | www.doseujeito.tk

    ResponderExcluir
  23. Não li o livro e nem vi o filme, mas fiquei curioso. Parece bom. bjssss

    ResponderExcluir