segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Saga de crônicas sem fim!?

Como alguns sabem, em dezembro do ano passado comecei a escrever uma crônica romântica, que por ter agradado, virou saga. Essa saga tem prólogo, contudo, não tem fim, mas a verdade é que eu parei de escrever por causa de um hater que cismou com a parte 6, segundo ele "o estrangeiro" seria um "amigo nosso" em comum. 

Apesar de eu ter explicado através de um post e, ainda, perguntado via e-mail se ele era do Rio de Janeiro e se me conhecia mesmo, ele não respondeu e continuou afirmando que eu estava estragando a vida do amigo que era comprometido. Mas sabem o que eu acho? Ele é maluco!

Escolhi este tipo de escrita, pois foi a que eu senti mais facilidade para escrever e como a crônica tem um gênero literário narrativo, então os fatos podem ser reais ou fictícios mesmo e os que se aproximam mais da realidade, na minha opinião, são os melhores. Para ler mais, clique aqui. Enfim, a história não foi um total devaneio meu.

E gente, e eu estou mesmo passando por um "problema médico", não é grave, mas me deixa angustiada, pois poderia ter se complicado. Como forma de falar desse problema sob um ponto de vista menos chato, resolvi "criar" uma crônica interessante (pra ver o problema, clique aqui).

As duas primeiras crônicas são quase reais, eu de fato conheci um rapaz com aquelas características em pleno verão carioca num consultório médico, porém nas últimas crônicas precisei usar os tais "fragmentos de realidade" para não perder o sentido da história inicial. Ah! eu só vi o tal rapaz uma vez... acho que se eu vê-lo de novo por aí nem vou lembrar dele... (risos)

Sobre a inspiração da parte polêmica onde cito que o rapaz seria um estrangeiro, me inspirei num conhecido de adolescência que realmente era estrangeiro, ele era francês e falava o Português muito bem. Nem tudo o que escrevi naquela crônica foi inspirado nesse francês, mas a parte de ser estrangeiro e falar bem o Português, foi.

Não vejo mal algum misturar realidade com ficção, afinal não é isso que os grandes escritores fazem? Sejam eles de novelas, livros, filmes ou até mesmo poetas. Quem nunca? Creio que não cometi nenhum pecado com essas crônicas e se esse hater confundiu minha crônica com o amigo dele, a ponto de me escrever a respeito, o problema é deles.

Pensei em alguns possíveis fins para a história e todos bem surpreendentes, mas de tanto que o hater me perturbou, fiquei bloqueada para escrever qualquer final para esta história, não consigo pensar em mais nada e olha que tenho uma mente bem criativa. Talvez eu fique devendo essa para vocês, mas pelo menos eu desabafei o motivo de ter parado.

De todo modo, agradeço aos que me leem e me apoiam para continuar escrevendo. Não sei o que seria de mim sem vocês, vocês também me ajudam e me motivam para as inspirações.

16 comentários:

  1. Aném continue escrevendo,sem o final nao tem graça,mas eu te entendo as vezes a gente trava principalmente quando somos criticados,dá vontade de parar mesmo.Nem fala de problema de saúde,esses dias eu fiquei paranóica tive que passar por exames,mas graças a Deus nao foi nada grave,mas a gente sempre pensa o pior.Normal do ser humano! Bjo! Blog Mulher Unika

    ResponderExcluir
  2. continue escrevendo cronicas sim! e nao ligue para as criticas, se expondo na internet MUITAS vezes somos criticadas msm

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. As pessoas tendem a confundir e achar que tudo o que escrevemos aconteceu realmente. História é história - Talvez deva colocar no final, o que sempre colocam no final dos filmes (rs*)
    Melhoras para você!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como confundem... se minha inspiração desbloquear, quem sabe? Isso já passou pela minha mente. Obrigada. ;)

      Excluir
  4. Li a postagem sobre o aparelho de correção dental que usa. Você se consultou alguma vez com fonoaudióloga? Muitas vezes a forma como respiramos atrasa ou atrapalha a movimentação correta dos dentes ou mesmo modificando o formato interno da boca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já me consultei com fono sim, Luma, mas foi por outro motivo! Antes de colocar o aparelho fui muito bem avaliada e o motivo de eu ter colocado não tinha haver com a respiração, fala ou posicionamento da língua. E depois que eu tirei o aparelho pela primeira vez, esteticamente meus dentes estavam "perfeitos e lindos", mas eu adquiri atm e isso causa tontura, labirintite, bruxismo, etc... Enfim, é complicado consertar um erro que causa problema e é isso que me preocupa.

      Excluir
  5. Que cara maluco!! Espero que seu "bloqueio" passe logo e que você recupere sua saúde! Beijo grande!

    http://alinenomundo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Continue a escrever ;)


    www.tarasemanias.pt

    ResponderExcluir
  7. Você escreve muito bem Barbie! Gosto das suas crônicas e de seus posts!
    Tu fez a coleção da Hello Kitty do Mc Donalds? Eu fiz! Eram 4 tipos! Lembrei de você que também coleciona! Boa semana! :)

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Manda o Hater para @#*&@ e táca-lhe pau na crônica.

    Eu também misturo realidade com ficção. Este combinação muitas vezes dá liga.

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Linda não pare de escrever você é sensacional, os bons nunca devem parar, beijos.

    ResponderExcluir
  10. Tá cheio de gente louca e desocupada no mundo, sabe? Relaxa, respira fundo e libera esse bloquei e segue em frente. Espero que você consiga sempre escrever mais e melhor e se aprimorar!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  11. Barbie, vc escreve mt bem. Nada mais natural que seus leitores a apoiem. bjsss

    ResponderExcluir
  12. Isso é loucura! É o mesmo que eu não gostar de um livro por ter o meu nome ou alguma característica minha! Não tem nada a ver! pode ser uma mera coincidência mas se não for também que diferença faz? Chato né! rs
    Não pare de escrever não!!

    ResponderExcluir