quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Capítulo VII (final): Primavera Parisiense

Um ano tinha se passado desde nosso último contato. Coincidentemente, o inverno tinha acabado e a primavera começado, essa era uma das minhas estações favoritas, fico mais feliz nessa época. Porém hoje tenho ainda mais motivo para ser feliz, pois depois de ter passeado pelas ruas de Paris e ter visto a Torre Eiffel, estamos jantando e conversando ao som de Thinking Out Loud de Ed Sheeran.


Ao som dessa música, nossa conversa é sobre tudo o que aconteceu e no último ano...


Algumas pessoas me fizeram acreditar que nosso relacionamento era ilusão e para não sofrer, eu deveria arrumar outro rapaz, pois era isso que ele iria fazer comigo. Desiludida, eu discuti com ele por este motivo e aos poucos fomos diminuindo o contato até parar de vez.

Fui "obrigada" a ouvir que ele era comprometido com outra e eu acreditei. Tudo inveja para me ver infeliz. Certo dia um amigo verdadeiro me disse: Por que você prefere a pessoa que desilude àquela que te oferece uma ilusão? Sem falar nada, lágrimas rolaram do meu rosto e eu fiquei alguns dias refletindo sobre essa frase. Mas como eu estava sem graça de falar com ele, permaneci em silêncio e não o procurei.

Depois de nos distanciarmos, na tentativa de esquecê-lo mais rápido, aumentei o ritmo de trabalho e estudo. E ele disse-me ter aumentado o ritmo de viagens, ele trabalhava com isso. Acredito que ele tenha dado a volta ao mundo de tantas viagens que fez.

Antes de reencontrá-lo em Paris, ainda no Brasil, eu pesquisei nomes de médicos para finalizar meu tratamento e planejei morar na Europa por pelo menos uns 3 meses. Desejava finalizar meu tratamento, estudar e arrumar um emprego por lá. A vida no Brasil não estava fácil.

Fui estudar em Dublin e  tive sorte de conseguir um emprego nos 15 primeiros dias. Sobre o meu problema de saúde, foi solucionado em 2 meses. Após o terceiro mês, estendi minha estadia lá, não queria mais voltar ao Brasil. Como já estava familiarizada com a cidade, os costumes e o idioma, fui explorar outros países e comecei pela cidade de Paris na França.

O nosso reencontro foi muito por um acaso. No primeiro dia na cidade luz, resolvi passear pelas ruas de paris e cansada sentei-me num banco de praça. Ele passou por mim, me reconheceu e veio em minha direção falar comigo. Quando eu comentei que desejava ver a Torre Eiffel, ele se ofereceu para ser meu guia, antes disso, trocamos um beijo apaixonante igual quando nos conhecemos.

Ah sim...e vocês já devem ter percebido que a primavera não era brasileira e sim parisiense, não é verdade? (risos). Bem... o resto dos acontecimentos vocês já sabem.

Nunca devemos desistir do amor, dos sonhos e da felicidade por mais sofrimento que possam surgir no meio do caminho. Afinal, podemos ter uma vida bela, mas fácil... é outra história!


FIM!!!

E aí people, gostaram do final? Conforme prometido, fiz com que eles terminassem juntos e felizes. Iria separá-los e deixar a protagonista com alguma decepção grande, mas a vida precisa de alegria e não tristeza. Somente nós temos capacidade de deixar a vida menos sofrida e mais leve. Tudo depende de como enxergamos os acontecimentos e de como nos comportamos diante deles.

Para ver o prólogo, clique aqui. E para ter acesso as outras 6 partes, clique aqui.

20 comentários:

  1. Paris é uma cidade linda! Gostei do post. Beijo Patty http://ocadernodasideiasparvas.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Adoro finais felizes, concordo com vc, a vida é curta de mais para desistir do amor.
    www.charme-se.com

    ResponderExcluir
  3. Desistir jamais, final feliz é tudo de bom. Muito bom texto!
    Boa quarta-feira!
    Fica com Deus!
    Beijos!

    http://nannafonseca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ahn suas histórias são lindas! ^_^
    Amei o final, estou muito feliz que foi um final feliz para esse casal. <3
    Como eu queria que uma história assim acontecesse comigo, porque gosto de um cara mas que só me decepciona sabe? =/
    Resolvi me afastar e seguir minha vida, mas mexe e vira eu relembro dele e me sinto incompleta, já que gosto demais dele. Mas não sei... sigo meu sentimento e coração com relação a ele ou escuto e sigo os conselhos da minha mãe e amigos? complicado... =/
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  5. Oiee...

    Para ter um final feliz não podemos desistir, nunca!

    Um beijo linda!
    http://www.casarsemdesleixar.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Se arriscar, sem temer ou desistir, isso faz no fim tudo valer à pena. Belas palavras!
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ficou ótimo. Adoro final feliz. A música é linda. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  8. Mt bonito o final, Barbie. E estamos precisando de finais felizes ao menos na ficção pq na vida real tá complicado... bjsss

    ResponderExcluir
  9. Preferi esse final feliz até porque a vida tem tanta coisa triste né?
    Coisas impossíveis de acontecer, ai ai.
    Adorei o texto e realmente não devemos desistir.
    Beijos linda!

    Blog Pam Lepletier / Vem conferir meus óculos de sol

    ResponderExcluir
  10. Final feliz e em Paris ~ melhor impossível!

    ResponderExcluir
  11. Gostei do final, combinou bastante com Paris <3
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  12. Final feliz é o que buscamos né, lindo demais o texto, me fez sonhar com Paris
    Beijos
    http://www.segredosdacahlima.com/

    ResponderExcluir
  13. que texto lindo, minha querida!! adorei :)

    ResponderExcluir
  14. adorei o final feliz! ficou lindo!

    www.blogamorarosa.com

    ResponderExcluir